Priorizamos o Sistema Preventivo de Dom Bosco, contemplando os parâmetros do Ministério da Educação (MEC), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e o interacionismo de Lev Vygotsky.

Sistema Preventivo

“Os recursos educativos presentes no Sistema Preventivo favorecem a maturação dos jovens como cidadãos responsáveis. Nessa perspectiva educamos para que sejam sujeitos ativos, críticos, artífices de uma renovação que promova a justiça, o amor, à verdade, a liberdade”. (Linhas Orientadoras da missão educativa das FMA, 50-51).

Metodologia Sócio-interacionista

Linha pedagógica baseada nos conceitos do psicólogo bielo-russo Lev Semenovitch Vygotsky, que considera que a aprendizagem se dá a partir da interação do sujeito e a sociedade ao seu redor – ou seja, o homem modifica o ambiente e o ambiente modifica o homem. É uma abordagem similar ao construtivismo, mas tem ênfase na dimensão sociocultural do estudante, dando importância ao contexto em que se aprende. O foco é em atividades em grupo, na linguagem e no relacionamento interpessoal.

A metodologia sócio-interacionista acredita que a vivência em sociedade é essencial para a transformação da criança. Assim, o conhecimento é construído e concretizado progressivamente.

No contexto da educação, o professor assume o papel de mediador e estimulador da aprendizagem para promover avanços que não ocorreriam espontaneamente. O conhecimento real do aluno é o ponto de partida para o conhecimento potencial. Dessa forma, o aprendizado ocorre por meio de identificações, analogias, oposições, codificação e decodificação de símbolos e seus significados, dentre outros. Sempre num ambiente social que preza a construção do conhecimento e que valoriza o seu próprio saber.

Os principais desafios de uma escola sócio-interacionista são incentivar a curiosidade e a vontade de aprender.

FRASES DO AUTOR (Vygotsky):
“Na ausência do outro, o homem não se constrói”.
“O saber que não vem da experiência não é realmente saber”.
“O caminho do objeto até a criança e desta até o objeto passa por outra pessoa”.