Nossa belíssima história começa em 5 de agosto de 1872, quando nasce o Instituto Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). Foi nessa data, que o primeiro grupo de jovens pronunciou o seu “sim” com a Virgem Maria, para ser “auxílio” sobretudo às meninas, na pequena vila chamada Mornese, no norte da Itália.

São João Bosco (1815 – 1888) inspirou o início de um vasto movimento de pessoas que, de diferentes modos, trabalharam em favor da juventude. As Filhas de Maria Auxiliadora, ou Irmãs Salesianas como são conhecidas, nasceram do sonho de Dom Bosco de não apenas cuidar dos meninos, mas que também as meninas tivessem quem as orientasse e ensinasse.

Ele mesmo – que já havia fundado em Turim o ramo masculino da Congregação Salesiana, em 1859 – deu início ao Instituto, uma família religiosa nascida de seu coração, que encontrou a fidelidade criativa de Santa Maria Domingas Mazzarello (1837 – 18881). Dom Bosco escolhe o nome do grupo como uma homenagem à Nossa Senhora, pois deseja criar um monumento vivo de gratidão à Maria Auxiliadora.

Sua escolha de fundar uma instituição em favor das jovens resulta da solicitação de várias pessoas; dada constatação do estado de abandono e pobreza em que muitas jovens se encontravam; do contato com vários institutos femininos; da profundidade da sua devoção mariana; da confirmação do Papa Pio IX que o encorajou nessa direção; dos repetidos “sonhos” e fatos extraordinários que ele mesmo contou.

Nos cinco continentes

Em Mornese, nas colinas do Monferrato, a jovem Maria Domingas Mazzarello animava um grupo de moças que se dedicava às garotas da cidadezinha, com o objetivo de ensinar-lhes uma profissão, mas, sobretudo, com a determinação de orientá-las à vida cristã. Deveria assim, também para as meninas e as jovens, surgir o ambiente educativo que já existia em Turim – Valdocco, para os meninos. Maria Domingas Mazzarello foi co-fundadora, com Dom Bosco, no dar vida, forma e desenvolvimento à nova instituição. A congregação espalhou-se pelo mundo chegando a todos os continentes. Um dos primeiros destinos dos padres e das irmãs foi a América, mais precisamente, o Uruguai, aonde chegaram em 1877. Já em 1892, as primeiras irmãs chegam ao Rio de Janeiro, onde os salesianos já estavam estabelecidos em Niterói.  Mas o destino das FMA era Guaratinguetá (SP), no Vale do Paraíba, onde nasceu, em 1892, o primeiro colégio para meninas, o atual Colégio do Carmo, que em 2019 celebra 127 anos. Posteriormente, foram nascendo outras obras em muitos estados brasileiros: colégios, internatos, hospitais, escolas indígenas, projetos sociais.

Norte Fluminense e Rio das Ostras

Em 1925 as Irmãs Salesianas chegam a Campos dos Goytacazes, fundando o Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora (CENSA) e, mais tarde, em 1949, o Orfanato Laura Vicunha. Há mais de 50 anos, em 1963, as Filhas de Maria Auxiliadora chegavam a esta região, instalando-se em Macaé, atendendo também a Rio das Ostras. Em 1997 nasce o Instituto Nossa Senhora da Glória – Rio das Ostras. Estamos celebrando 22 anos.

As Irmãs Salesianas estão presentes, hoje, em 83 províncias Religiosas em 93 nações, nos cinco continentes.